Bolsa Família – Como se cadastrar e receber o benefício

Anúncios

Está tentando se cadastrar no Bolsa Família, mas não sabe o que fazer e passar a receber o benefício? Esse post foi feito para você.

Aqui irei abordar tudo o que precisa saber sobre o conteúdo e como você pode se cadastrar para ter a oportunidade de receber o benefício do governo.

Como é necessário passar por uma lista de critérios e apresentar alguns documentos, fique de olho nos detalhes que daremos abaixo para não perder nada. Boa leitura!

O que é o Bolsa Família?

Fonte: Imagens Google

O Bolsa Família é um programa do Governo Federal oferecido para famílias consideradas de renda baixa, vulneráveis e em situação de pobreza ou extrema pobreza.

Esse é um dos diversos programas que integra o Fome Zero que tem como foco assegurar o direito do ser humano se alimentar adequadamente, gerando segurança alimentar e nutricional.

Assim, o foco é minimizar as chances de a população passar fome, gerando maiores oportunidades e direitos mínimos básicos.

Quem tem direito ao Bolsa Família?

Para começar é essencial que a renda familiar por pessoa não seja maior que R$ 210,00. Além disso, o beneficiário não pode receber um benefício que faça com que essa renda ultrapasse o valor.

Outro ponto, mas, esse bem mais óbvio é que você precisa estar cadastrado no CadÚnico do governo e deve ter mais de 16 anos para requisitar o benefício, além de não ter nenhum CNPJ aberto no seu nome.

Por fim, existem critérios voltados às crianças, que precisam estar matriculadas na escola e com a carteira de vacinação em dia. Uma atenção extra é dada às gestantes que precisam fazer o acompanhamento do pré-natal.

– Critérios adicionais em 2023:

Em 2023 houve uma atualização dos critérios para que as famílias possam receber o Bolsa Família e é preciso ter atenção, pois, caso não sejam cumpridos, mesmo que você já receba, você pode perder o benefício.

Entre as mudanças está que as crianças precisam ter uma presença escolar de, pelo menos, 85% que será verificado mensalmente. Caso ocorra mais de 15% do período escolar mensal de faltas, o benefício será perdido.

Além disso, neste começo de ano acontecerá uma análise completa do benefício, pois, diversas famílias o recebem indevidamente e o objetivo é fazer com que essas pessoas deixem de receber para dar a oportunidade para quem realmente necessita.

Como se cadastrar no Bolsa Família?

Assim como todos os benefícios do Governo Federal, você precisa realizar a inscrição no Cadastro Único, que é o programa responsável por controlar todos os benefícios criados, então, se você preenche todos os critérios que mencionei antes, você deve fazer o seu cadastro.

Para isso, existem duas opções, ir até o CRAS (Centro de Referência em Assistência Social) e realizar o seu cadastro direto, levando os documentos necessários para isso ou realizando um pré-cadastro na internet ou pelo aplicativo e levar os documentos no CRAS apenas para confirmação de dados.

Se você decidir fazer o pré-cadastro, você tem o período de 240 dias para levar os documentos, caso contrário, vai ser preciso fazer uma nova inscrição. Para finalizar o procedimento é preciso levar os documentos de identificação de todos da família. Esses documentos são:

  •       Carteira de identidade;
  •       CPF;
  •       Carteira de trabalho;
  •       Título de eleitor;
  •       Certidão de nascimento;
  •       Certidão de casamento.

Fiz o cadastro, quando começo a receber?

Uma das dúvidas mais frequentes das pessoas é quando elas começam a receber o Bolsa Família após terem realizado a inscrição no CadÚnico.

Entretanto, é importante lembrar que não existe um prazo para isso, pois, o fato de fazer a inscrição não te coloca como um beneficiário.

Depois da inscrição você recebe um NIS – Número de Identificação Social, gerado para todas as famílias, entretanto, nada disso garante a aprovação ao benefício, já que o cadastro passa por uma análise e então entra em uma fila de espera.

Quanto é possível receber ao entrar no Bolsa Família?

Se você conseguir entrar no Bolsa Família, você vai receber um valor fixo de R$ 600,00, mais R$ 150,00 por família que tem crianças de até seis anos de idade. Entretanto, o saldo de R$ 150,00 só entrará em vigor a partir de março de 2023, então fique de olho nesta atualização.

Caso você já recebeu o benefício, mas não teve essa atualização, vá até um CRAS e atualize os seus dados, que não pode passar por mais de dois anos sem serem atualizados, caso contrário, você corre o risco de perder o benefício.

Se você estiver apto para receber o Bolsa Família, você pode sacá-lo através do seu cartão, em diversos meios, como:

  • Caixa Tem;
  • Caixa eletrônico;
  • Casas lotéricas;
  • Correspondentes Caixa Aqui;
  • Agências Caixa.
Jéssica
Jéssica
Olá, sou escritora com uma vasta experiência em redes de sites, onde meu foco é criar conteúdos que não apenas informam, mas também facilitam a vida dos leitores. Minha motivação para escrever vem do desejo de ajudar os usuários a encontrar respostas e soluções práticas. Acredito que a escrita é uma poderosa ferramenta de conexão e espero que você encontre nos meus artigos um recurso valioso para suas pesquisas e leituras diárias.